E assim caminha a vida cultural do sul de Minas

Esse fim de semana foi realmente agitado. Começou na sexta no espaço Divina Maria com Alexandre Zamat com seu projeto solo autoral. Em seguida Cantus 4 no Conservatório (nesse show eu fiz uma participação especial, eles mui honrosamente gravaram uma música minha, Assombração) passando pela Patronagens Band e trio Scuba com um maravilhoso espetáculo com as canções dos Beatles no Teatro do Inatel (com certeza o melhor da região). E ainda pra encerrar o projeto Composição Ferroviária trazendo Cantus 4, Cláudio Nucci e Dri Gonçalves em Poços de Caldas; esse último projeto é uma realização de meus amigos cantores e produtores de primeira, Wolf Borges e Jucilene Buosi.

Pois bem, ufa. Maratona pra mim, pra Mariana e pro Francisco. Mas como a maratona mesmo de correr, em vez de exaurir, te deixa renovado. Renovado de ver a felicidade de pessoas fazendo aquilo que gostam e acreditam a despeito das imensas dificuldades. Porque cada um desses amigos que fui assisitir é também empreendedor de sua música. E eu sei que ralam pra caralho – pra dizer português claro – pra fazer o que fazem. E quem sai boquiaberto com a performance do Ganso no baixo (do Patronagens) pensa que é “só” saber fazer aquilo. Pois bem, além disso tem a música…

O Cantus 4 se firma como um dos mais importante trabalhos vocais do gênero que já surgiu. Com seu primeiro disco produzido por Cláudio Nucci, reúne boas composições interpretadas por Cleverson, Rafa, João e Fernanda com emoção bem mineira. Ao vivo é de arrepiar.

O Patronagens Band vem produzindo seu rock´n´roll santarritense de maneira cada vez mais importante, fugindo da superficialidade para crescer cada vez mais com sua música e poesia. Um trio poderoso, formado por ótimos músicos muito cuidadosos com o que fazem. Ganso, Tiago Abranches e Tiago Silvério conseguem manter um trabalho altamente profissa cuja música só melhora cada vez mais. Ainda me deram a honra de tocar uma faixa com eles, Mares de Minas. Outro dia ainda ouvi no rádio e me emocionei.

Essa é a cena interessantíssima do sul de Minas, que ainda reúne muita, muuuita gente boa. Como é bom sair de casa e ir ver espetáculos. É só olhar pro lado certo pra ver que nosso movimento musical é muito legal.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up